iphones e apple watches de contrabando na china
    Créditos: Reprodução/ The Mac Observer

    Tentativa de contrabando de uma grande quantidade de iPhones e Apple Watches terminou com uma mulher presa na China. As autoridades flagraram a suspeita transportando 68 produtos da marca Apple presos de maneira engenhosa ao seu corpo. Dentre os aparelhos estavam 36 iPhones e 32 Apple Watches.

    O flagrante ocorreu no posto da Alfândega da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, sob a jurisdição da Alfândega de Gongbei. Os fiscais notaram um comportamento suspeito por parte da mulher e, na revista, os iPhones e Apple Watches foram encontrados enrolados com fita ao redor de sua cintura.

    iPhone SE 4 vai ser lançado em 2025 com tela OLED do iPhone 14

    Segundo informações divulgadas, a mulher tentava disfarçar o alto volume dos produtos contrabandeados sob suas roupas. As imagens publicadas pela alfândega mostram como a mulher acomodou grande quantidade de equipamentos usando fita. Ela aparentemente tentava evitar suspeitas com o formato dos pacotes escondidos.

    Mulher é presa na China por contrabando de 36 iPhones e 32 Apple WatchMulher é presa na China por contrabando de 36 iPhones e 32 Apple Watch
    Reprodução/ITHome

    Ainda não se sabe com exatidão quais eram os modelos específicos dos iPhones e Apple Watches no esquema ilegal. Os valores envolvidos no negócio de contrabando não foram divulgados pelas autoridades chinesas. Entretanto, é possível prever a grande soma total caso os modelos estivessem entre os mais avançados no mercado.

    Supondo que cada iPhone fosse um iPhone 15 Pro (vendido a US$ 999 nos EUA) e os Apple Watches fossem do modelo Apple Watch Ultra 2 (US$799), o lote apreendido seria avaliado em aproximadamente US$ 61.532.

    iPhone 16 vai ter processador com foco em inteligência artificial

    Provavelmente, os produtos seriam revendidos com lucro em outra região, porém, diante da vigilância alfandegária, ações de contrabando tornam-se cada vez mais arriscadas.

    As investigações continuam para determinar a origem dos produtos e seu destino final. Sabe-se que esquemas de contrabando de eletrônicos normalmente visam lucro com venda do item por preços muito superiores em outros mercados.

    Fonte: ITHome

    Share.