Governo Brasileiro reduz IOF no cartão de crédito
    Créditos: Microsoft/Copilot/Gerado por IA

    Desde oo dia 1 de janeiro de 2024, o Brasil reduziu o imposto IOF do cartão de crédito para compras no exterior. Agora, o valor do IOF (Imposto sobre Operação Financeira) é de 4,38%. A redução faz parte do plano do governo brasileiro, que busca zerar o imposto até 2028.

    A redução gradual do IOF acontece durante o início de cada ano. A alteração facilita compras no cartão de crédito no exterior, e entrou em vigor a partir de 2022. De acordo com o governo brasileiro, a intenção é reduzir cerca de 1% ao ano até zerar a alíquota em 2028.

    governo reduz IOFgoverno reduz IOF
    CRÉDITOS: Pexels/Reprodução

    O plano de redução do IOF é uma das exigências internacionais impostas ao Brasil. Para entrar no OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o governo vai precisar zerar a alíquota das transações internacionais no cartão de crédito.

    Além disso, a medida também envolve saques no exterior e transferências para contas de outros países. A taxa de 4,38% no IOF em compras no cartão de crédito no exterior é uma redução importante, mas é preciso cuidado durante as transações. Mesmo com a redução do IOF, outras taxações podem elevar de forma expressiva o valor das compras no crédito.

    Mesmo com a redução do imposto, a maioria dos bancos ainda vai cobrar uma taxa de até 7% na cotação do dólar. O valor vai sair junto da compra, como uma taxa adicional variável. Por isso, a redução do IOF não necessariamente significa uma queda expressiva nos valores de compras internacionais.

    No geral, a recomendação é utilizar o cartão de crédito no exterior apenas em casos de emergência. Mesmo com a redução do IOF ao longo dos anos, pagamentos no cartão de crédito ainda devem incluir taxas elevadas, com base na cotação do dólar.

    Dessa forma, mesmo em 2028 quando o governo brasileiro zerar o IOF e entrar na OCDE, utilizar o cartão de crédito em compras em outros países vai incluir o pagamento de taxas, podendo chegar até quase 10% do valor. Assim, se você não quiser ter surpresas na conta, o melhor é evitar o cartão de crédito enquanto estiver viajando.

    Fonte: Melhores Cartões

    Share.