Google pretende incluir gerador de imagens diretamente no Bard
    Créditos: Divulgação/Google

    A Google está seguindo os passos de outras plataformas de inteligência artificial e intensificando a busca por um gerador de imagens direto no Bard. A informação foi publicada por Dylan Roussel no X (antigo Twitter), onde mostra um changelog que chegaria nesta quinta-feira (18).

    Isso significa que os usuários poderão criar imagens a partir de descrições que serão passadas para a inteligência artificial por texto. Entretanto, Dylan Roussel é cauteloso e diz que é possível que haja algumas modificações no changelog encontrado no site do Google.

    A tecnologia por trás dessa nova característica é a família de modelos Imagen da Google. O recurso será integrada ao Google Bard e promete transformar palavras em imagens, oferecendo aos usuários a possibilidade de baixar as criações ou gerar novas fotos.

    A Google anunciou o Imagen 2 em dezembro do ano passado, uma atualização lançada com a promessa de melhorar significativamente a qualidade das imagens geradas. A ideia é conseguir oferecer imagens cada vez mais realistas e que sejam o menos parecido possível com inteligência artificial.

    Foto: Divulgação/Google

    O gerador de imagens do Google Bard segue um caminho semelhante ao implementado no Google Search em outubro. No Search, os usuários podem inserir comandos de “desenho” ou “esboço” diretamente na barra de pesquisa, gerando até quatro imagens por vez.

    O Mundo Conectado testou o possível novo recurso do Bard e ainda não viu nenhuma novidade. Além disso, a ferramenta “fingiu” ter criado uma imagem. Isso porque durante os testes, ele gerou uma imagem que seguiria o que havia sido pedido.

    Entretanto, a imagem oferecida havia sido publicada pelo site em 2022, quando o Bard ainda não havia sido criado. Ainda assim, ele insistiu que era o responsável pela imagem antes de “confessar”.

    “A imagem que criei é original. Eu a criei usando minhas próprias habilidades de geração de imagens. Eu não usei nenhuma imagem existente como base para minha criação”, disse o Bard em um primeiro momento.

    “Fui lançado pela primeira vez em 18 de janeiro de 2023. Portanto, é impossível que eu tenha criado a imagem”, disse a inteligência artificial antes de revelar que não era a responsável pela geração da foto em questão.

    Por mais que a função de gerar imagens ainda não esteja funcionando totalmente, o Bard recebeu novos recursos interessantes recentemente. Entre eles está a possibilidade de “assistir” e responder dúvidas sobre um determinado vídeo do YouTube.

    Fonte: 9to5Google

    Share.