Tomadas carregador carro elétrico
    Créditos: the blowup/Unsplash

    Um estudo realizado pela J. D. Power que teve o resultado publicado nesta semana revelou que 39% dos motoristas que adquiriram carros elétricos nos Estados Unidos estão arrependidos. O descontentamento entre os proprietários os levou a retornar aos veículos com motor a combustão.

    O resultado revelado pela pesquisa destacou os principais motivos de insatisfação dos motoristas e que fez com que optassem por retornar ao modelo mais tradicional de carros. Entre eles está a insatisfação com a autonomia da bateria e dificuldades de encontrar pontos de carregamento.

    A pesquisa, que coletou dados de julho a dezembro de 2023, apontou que a satisfação com a disponibilidade de carregadores públicos caiu 32 pontos percentuais em comparação ao ano anterior.

    Brent Gruber, diretor-executivo de veículos elétricos da J.D. Power, ressaltou a necessidade de resolver essas questões para que os veículos elétricos atinjam seu pleno potencial. Ele observou que, apesar de muitos produtos satisfazerem os compradores, a falta de infraestrutura de carregamento público é um obstáculo significativo.

    Foto: Possessed Photography/Unsplash

    “O declínio na satisfação com a disponibilidade de carregamento público deve servir como um alerta, porque a preocupação com o acesso ao carregamento público é uma das principais razões pelas quais muitos compradores rejeitam atualmente os BEVs. Para que os veículos elétricos atinjam o seu pleno potencial”, disse.

    A pesquisa também revelou que motoristas de carros elétricos mais baratos estão mais satisfeitos do que os proprietários que optaram por adquirir modelos premium. Isso acontece devido a menor quantidade de problemas na manutenção nos veículos mais acessíveis.

    Experiências de usuários em Nova York, por exemplo, incluíram longas filas para carregar as baterias, refletindo a necessidade urgente de expansão da infraestrutura. O Departamento de Energia dos EUA indicou que apenas nove estações de recarga rápida no país são capazes de atender caminhões pesados.

    Enquanto os Estados Unidos apresentam problemas para difundir o carro elétrico no país, o Brasil começa a receber novos veículos a partir deste ano. Recentemente, a Dolphin anunciou o BYD Dolphin Mini. O compacto elétrico chegou ao país com preço inicial de R$ 115 mil.

    Fonte: Poder360

    Share.