Créditos: Reprodução/Showmetech

    A Microsoft corrigiu um bug que impedia determinados usuários do Windows 10 de atualizar para o Windows 11. A empresa encerrou recentemente o suporte oficial para seu sistema operacional mais popular, o que significa que usuários do Windows 10 devem gradualmente migrar para versões mais recentes.

    Antes do anúncio do fim do suporte ao Windows 10, a Microsoft detectou um problema causado por drivers específicos Intel Smart Sound Technology. Esses drivers provocavam falhas graves no Windows 11, levando à infame “tela azul”. Diante do problema, a Microsoft aplicou uma restrição de compatibilidade que evitava atualizações automáticas para os computadores afetados.

    Agora, a Microsoft afirma ter solucionado a falha no site oficial do suporte, o que permite aos usuários afetados finalmente atualizarem o sistema. Basta procurar por atualizações no Windows Update, realizar o download e instalar. Após a instalação, recomenda-se aguardar 48 horas para que a atualização para o Windows 11 esteja disponível.

    Microsoft registra patente para uso de reconhecimento facial na busca por fotos

    Apenas dispositivos com processadores Intel Core de 11ª geração e drivers Intel SST nas versões 10.29.0.5152 ou 10.30.0.5152 sofriam com esse problema“, esclareceu a Microsoft.

    Dispositivos afetados devem instalar versões mais novas dos drivers Intel® SST Audio Controller antes de atualizar para o Windows 11. A falha foi resolvida nas versões 10.30.00.5714 (ou superiores) e 10.29.00.5714 (ou superiores) do driver Intel® Smart Sound Technology“, concluiu.

    Microsoft cobrará US$ 61 para estender suporte ao Windows 10

    Não se sabe quantos usuários estavam impossibilitados de migrar para o Windows 11 por conta da restrição. Entretanto, relatórios apontam que a mudança não deve alterar drasticamente a participação de mercado dos dois sistemas operacionais.

    Fonte: Microsoft

    Share.