Samsung
    Créditos: Samsung/Reprodução

    A fabricante sul-coreana, Samsung, obteve um lucro menor em 2023 em relação a 2022.

    Sem apresentar um crescimento expressivo no último ano, a empresa ainda não conseguiu se recuperar de seu recente declínio acentuado.

    No último relatório de lucros divulgado pela Samsung, a empresa coreana reportou uma receita anual de US$ 194 bilhões e US$ 4,9 bilhões em lucro operacional para o ano fiscal de 2023. 

    Esses são números expressivamente menores do que os do ano fiscal anterior, especialmente o último, onde a Samsung registrou um lucro operacional de US$ 35 bilhões em 2022 – que já era US$ 6,9 bilhões menor do que no ano anterior, devido à fraca demanda por seus chips e smartphones. 

    Esses dados foram relatados pelo The Wall Street Journal. Esses números representam os lucros mais fracos da Samsung em mais de uma década.

    De acordo com a Samsung, o seu segmento de memória mostrou sinais de recuperação, embora não tenha sido o suficiente para impedir perdas operacionais de US$ 1,63 bilhão no quarto trimestre de 2023.

    A divisão de exibição visual e aparelhos digitais também não ajudou a empresa com números positivos, registrando US$ 37,5 bilhões em perdas operacionais, apesar das vendas de TV terem tido um bom desempenho no quarto trimestre devido à temporada de férias. 

    Até o segmento mais expressivo da empresa, a de dispositivos móveis, apresentou um declínio nas vendas e no lucro em relação ao trimestre anterior, devido à redução nas vendas de smartphones e ao “desvanecimento dos efeitos de novos produtos” dos modelos principais anteriores.

    Embora os números não tenham favorecido a empresa, a Samsung não pretende entregar os pontos e já projeta crescimento em 2024. Para o primeiro trimestre deste ano, o plano da fabricante é melhorar os seus lucros “aumentando as vendas de produtos de alto valor agregado”, como componentes destinados a produtos generativos de IA.

    A Samsung também enxerga uma boa oportunidade no seu setor de chips para PC e dispositivos móveis, embora sejam bem tímidos. A empresa não espera que os lucros desse setor representem uma recuperação significativa, pois seus clientes ainda têm que reduzir seus estoques atuais.

    A grande aposta da Samsung é seu carro-chefe: a série Galaxy S24. Contando com os novos recursos de IA nos dispositivos, a sul-coreana pode ter um crescimento exponencial e chegar aos dois dígitos de bilhões em 2024.

    VIA: The Wall Street Journal

    Share.