Créditos: Microsoft/Copilot

    De acordo com pesquisadores, a expansão do universo pode estar desacelerando. Os primeiros sinais da descoberta foram identificados pelo DESI (Instrumento de Espectroscopia da Energia Escura). A ferramenta observa o universo através do observatório de Kitt Peak, nos Estados Unidos.

    O DESI possui cerca de 5 mil fibras ópticas robóticas, que observam o Espaço de forma constante e intercalada. Cada um deles opera por 20 minutos e um espectrógrafo compara as medições. É através dessa estratégia que os pesquisadores perceberam que a expansão do universo pode estar desacelerando.

    Expansão do Universo está desacelerandoExpansão do Universo está desacelerando
    ESA/Divulgação

    Durante a última quinta-feira (4), pesquisadores anunciaram os resultados em conferência na Suíça e nos Estados Unidos. O estudo será publicado na revista científica Journal of Cosmology and Astroarticle Physics.

    Medimos a posição das galáxias no espaço e também no tempo, já que quanto mais distantes estão, mais retrocedemos no tempo, em direção a um Universo cada vez mais jovem

    Arnoud de Mattia – Pesquisador do CEA

    O DESI é um projeto colaborativo de 70 instituições internacionais e está mapeando a história do universo. Com liderança do Laboratório de Berkeley, cientistas do mundo inteiro se unem nos estudos.

    Os pesquisadores do CEA (Comissão de Energia Atômica) afirmam que as análises sugerem uma redução da expansão do universo. “Medimos a posição das galáxias no espaço e também no tempo, já que quanto mais distantes estão, mais retrocedemos no tempo, em direção a um Universo cada vez mais jovem“, explicou Arnoud de Mattia, um dos pesquisadores.

    Enquanto a NASA quer cultivar vegetais na Lua e pesquisadores descobrem campo magnético em buraco negro da Via Láctea, o DESI analisa a história da expansão do universo.

    Os pesquisadores indicam que o DESI estuda a natureza da energia escura (Dark Matter) um elemento teórico que explicaria a expansão do universo. Com a nova proposta de que a expansão está desacelerando, os pesquisadores terão novos mistérios para desvendar.

    Fonte: O Globo

    Share.