Frente e verso do MacBook Pro com Apple M3
    Créditos: Divulgação Apple

    Com o lançamento da linha iPhone 15 a Apple revelou que planeja ampliar a quantidade de jogos em seus dispositivos. Agora funcionários da Maçã detalharam para o Inverse os planos da empresa em usar os seus chips para facilitar o desenvolvimento de jogos para Mac.

    Como detalhado pelo gerente de marketing de produtos Mac, Gordon Keppel, o Apple Silicon mudou o mercado de jogos para Macs. De acordo com ele, os chips M1, M2 e M3 foram transformadores e alcançaram impulsos gráficos consideráveis.

    O gerente de marketing de software da Apple, Leland Martin, acrescentou que os chips da empresa facilitam o desenvolvimento de jogos. Martin detalha que anteriormente “havia uma mistura de GPUs integradas e discretas. Isso pode adicionar complexidade ao desenvolver jogos.”

    “Hoje, eliminamos isso completamente com o Apple Silicon, criando uma plataforma de jogos unificada agora para iPhone, iPad e Mac”, afirma Martin. Agora os desenvolvedores podem projetar os jogos para um dos chips da fabricante e com um “processo simples trazê-lo para as outras duas.”

    O gerente de marketing aponta que graças a isso o Resident Evil Village, feito inicialmente para Mac, está disponível para iPhone e iPad.

    A Apple também lançou neste ano o Game Porting Toolkit, que promete facilitar o porte de jogos Windows no Mac. Com essa novidade a fabricante esperar trazer ainda mais fabricantes para a plataforma, buscando ampliar a quantidade de jogos para seus computadores.

    Baldur's Gate 3 no MacBook Pro com Apple M3Baldur's Gate 3 no MacBook Pro com Apple M3
    Divulgação Apple

    “Definitivamente vimos interesse de desenvolvedores e editores como Kojima Productions (Death Stranding: Director’s Cut que será lançado no início de 2024) e Annapurna Interactive Games ( Stray ) em como aproveitar as vantagens de ambas as partes do Game Porting Toolkit”, comenta Martin.

    O gerente de marketing da Apple detalha que o Game Porting Toolkit funciona em duas etapas. Sendo a primeira um emulador de jogos de Windows em Mac e a segunda uma plataforma para ajudar a converter os códigos.

    Martin destaca que os desenvolvedores estão elogiando o tempo de desenvolvimento que essas ferramentas da Apple estão ajudando a economizar no desenvolvimento dos jogos para Mac.

    Fonte: Inverse, 9to5Mac

    Share.