Traseira do Samsung galaxy s24 ultra
    Créditos: Divulgação Samsung

    A proteção de bateria que estará presente no One UI 6.1, nova versão do sistema operacional para dispositivos móveis da Samsung, já pode ser encontrada em versões antigas.

    Com lançamento previsto para início de 2024, juntamente com a nova linha de smartphones S24, o One UI 6.1 trará diversas novidades, incluindo funções integradas com IA, e a proteção de bateria é um dos destaques.

    O One UI 6.1 será uma das grandes adições para usuários da Samsung em 2024; sua chegada acompanha o lançamento dos novos celulares da série S24. Através de um grande vazamento de informações sobre a atualização, a configuração da proteção de bateria ganhou os holofotes.

    Aparentemente o recurso já existe na versão mais antiga do software, mas infelizmente não é funcional no momento.

    O novo e aprimorado gerenciamento de bateria novo estreará no One UI 6.1, então porque já é possível encontrá-lo em versões antigas do sistema operacional?

    Uma das possibilidades é que a Samsung está procurando uma maneira de habilitá-lo em dispositivos mais antigos que não serão atualizados para a futura versão do software. Ou pode ser apenas alocação de espaço.

    Nas capturas de tela abaixo, é possível observar que o recurso pode ser encontrado em qualquer dispositivo que execute a versão mais recente do One UI. No entanto, não funciona no momento. Talvez, com o lançamento do One UI 6.1, ele seja habilitado para além da série S24 – ou não.

    Caso você tenha um dispositivo Samsung Galaxy executando One UI 6, poderá tentar ativar esse recurso baixando o Activity Launcher e procurando por batterypro. Feito isso, basta abrir e habilitá-la. Conforme mencionado anteriormente, esse recurso se destina ao One UI 6.1, então – provavelmente – não funcionará em dispositivos mais antigos.

    Se a proteção de bateria funcionará em outros modelos abaixo da linha S24, saberemos no ínicio de 2024, quando ocorrerá o lançamento da atualização One UI 6.1, que também irá agregar novas funcionalidades com IA, o que pode sim indicar que outros modelos também recebam as novos recursos, mas não em sua totalidade.

    VIA: Tarun Vats

    Share.