Apple e Qualcomm ampliam acordo por modem 5G até 2027
    Créditos: Divulgação/Qualcomm

    A Apple expandiu o acordo com a fabricante Qualcomm para o fornecimento do modem 5G da empresa para dispositivos da Maçã. O novo contrato vale até março de 2027.

    A data é um prolongamento em relação ao que estava em vigor anteriormente. No último acordo entre ambas as marcas, a tecnologia de conectividade móvel seria garantida pela Qualcomm até 2026.

    O atual modem 5G da Qualcomm para o mobile. (Fonte da imagem: Reprodução/Qualcomm)

    Quem confirmou a mudança foi o CEO da Qualcomm, Cristiano Amon. Ele revelou o detalhe contratual durante um comunicado lançado em conjunto com a divulgação do relatório fiscal mais recente da empresa.

    O aumento do prazo em cerca de um ano possivelmente significa que a Apple precisa de mais tempo para lançar o modem 5G de fabricação própria que substituiria o da Qualcomm. Os chips da companhia estão há algum tempo em desenvolvimento, mas parece que a marca segue com dificuldades para terminar o componente.

    Segundo especulações anteriores, o modem para iPhones e iPads terá produção da taiwanesa TSMC, que é a principal parceira da Maçã em fábrica de semicondutores. A ideia é que a linha começasse a sair ainda em 2023, um prazo que não foi cumprido.

    Ainda de acordo com o relatório fiscal da Qualcomm, a receita gerada pela companhia no primeiro trimestre fiscal de 2024 foi de US$ 9,9 bilhões. Esse valor é 5% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

    Para o brasileiro que é CEO da companhia, a tendência é que mercados como o de celulares Android estabilizem este ano e façam o desempenho da indústria subir como um todo. Os resultados nos primeiros meses já excederam as expectativas da própria companhia.

    Além disso, acordos ampliados com a própria Apple e também a Samsung ajudam na estabilidade da renda. O Snapdragon 8 Gen 3 da Qualcomm é o chip presente no Galaxy S24 Ultra, atual modelo mais poderoso da linha de celulares da sul-coreana.

    Fora os chips para celulares, tablets e computadores, a Qualcomm tem diversificado a sua linha de componentes. A marca tem olhado com atenção para mercados como chips para carros conectados e para headsets de realidade mista, por exemplo.

    Fontes: Qualcomm, CNBC

    Share.