Amazon Prime Video
    Créditos: Amazon/Reprodução

    A partir do dia 29 de janeiro de 2024, a Amazon Prime Video vai começar a exibir anúncios no plano base de assinatura. Por enquanto, a mudança vai afetar os assinantes nos Estados Unidos, mas deve em breve chegar nas demais regiões do mundo.

    De acordo com email enviado aos assinantes, a mudança visa aumentar o investimento na plataforma. Dessa forma, a Amazon Prime Video poderá continuar oferecendo ao assinante conteúdo de qualidade. Além disso, a plataforma vai oferecer um novo plano de assinatura, sem anúncios que vai custar US$ 2,99 a mais do preço base.

    Amazon Prime VideoAmazon Prime Video
    CRÉDITOS: Amazon Prime/Reprodução
    • “A partir de 29 de janeiro, os filmes e séries da Amazon Prime Video vão incluir anúncios. Isso vai nos permitir continuar investindo em conteúdo interessante e aumentar os investimentos em um longo período de tempo. Nosso objetivo é ter menos anúncios do que a TV normal e outras plataformas de streaming. Nenhuma ação é necessária da sua parte, e não há mudança no preço atual da sua assinatura Prime. Também vamos oferecer uma nova opção em anúncios por mais US$ 2,99 ao mês“.

    Atualmente, a assinatura Amazon Prime Video custa US$ 14,99 ao mês nos Estados Unidos. Ou seja, para assistir conteúdo sem anúncios, o usuário vai precisar pagar US$ 17,98. Não sabemos se as mudanças também vão afetar os usuários das demais regiões, mas tudo leva a crer que em breve outros países também serão afetados.

    Incluir anúncios no plano base, com certeza, não é algo que os assinantes vão gostar. Porém, a tendência do segmento de streaming é oferecer planos mais acessíveis, com anúncios. Até o momento a estratégia parece estar funcionando, então não é surpresa vermos mais empresas apostando nos planos com anúncios.

    Se você é assinante Amazon Prime Video, é bom acompanhar as novidades da plataforma de streaming. Aqui no Mundo Conectado vamos acompanhar as novidades e avisar você, caso a Amazon realize algum anúncio sobre alterações nos planos de assinatura do streaming.

    Fonte: Android Authority

    Share.