YouTube
    Créditos: Reprodução

    O YouTube está tomando uma nova ação contra os usuários de AdBlock, trazendo alguns problemas de performance para quem estiver burlando suas regras. O movimento virou alvo de reclamação de diversos usuários, que passaram o último fim de semana reclamando da decisão tomada pela plataforma.

    Muitos notaram que o AdBlock habilitado traz tempos de carga mais lentos e um acréscimo do uso da CPU. Um deles reclama que isso atrapalha bastante. “Essa ação bagunça com os recursos do computador como um todo. Parece que só estão matando o Chrome”.

    Divulgação

    Em testes, a página PCGamer revelou que o uso do AdBlock enquanto está com o YouTube aberto apresentou um acréscimo de 17% no uso do processador. Até o momento, os responsáveis pela plataforma e o Google não se manifestaram oficialmente.

    Até mesmo os assinantes do YouTube Premium estão sofrendo com a decisão, ainda que usem o AdBlock para outros sites. Considerando que a assinatura te permite trafegar na plataforma sem ver ads, o uso da extensão não devia representar um problema nestes casos.

    O PCGamer apresentou que, nos testes realizados com a assinatura, o uso da CPU teve um aumento entre 15% e 18%. Ainda que isto não represente muitos problemas para os PCs gaming e de alta performance, usuários que têm notebooks mais baratos podem ter problemas com as temperaturas altas.

    Créditos: Pexels

    Mesmo que o YouTube tenha suas razões para tentar impedir que usuários usem a extensão dentro de sua plataforma, vale notar que isso não representa que a atitude que estão tomando é a correta – tanto para os usuários comuns quanto para quem assina a versão Premium de seus serviços.

    Em novembro já foram notados problemas do gênero, com um representante da plataforma afirmando posteriormente que “os usuários continuarão vendo problemas conforme os métodos de detecção de ad-blockers forem aprimorados no YouTube”.

    Mesmo que viole os termos e condições de uso, eles devem ser mais claros sobre as consequências de ir contra suas regras. Banir é um bom exemplo do que podem fazer para impedir os usuários de acessar, mas causar picos de forma deliberada nas CPUs representa um problema – que pode tanto causar queda no desempenho geral quanto danificar os PCs.

    Fonte: PCGamer

    Share.