Créditos: Pixabay/Reprodução

    Em tempos de Inteligência Artificial temos painéis de trens na Alemanha que ainda rodam Windows 3.11 e MS-DOS.

    Pode parecer bem arcaico – e de fato é -, mas a operação que atravessa todo o país não parece preocupada em substituir esses sistemas obsoletos, pois eles continuam funcionando muito bem.

    Vivemos a era da obsolescência programada. Muitos dispositivos e programas, ao serem lançados, já tem uma data de validade estampada. Smartphones, que hoje em dia são onipresentes na rotina da maioria das pessoas no planeta, são renovados com novos modelos todo o ano.

    Sistemas operacionais funcionam através de uma óptica similar, mas não idêntica. Os mais recentes trabalham com atualizações constantes, seja para melhorias, reparação de bugs e implementações de novos recursos. Operar com sistemas antigos parece algo arriscado – ainda mais quando falamos de algo que atende um país inteiro.

    Entretanto, uma empresa ferroviária alemã parece disposta a manter as coisas como sempre foram e não cogitam mudanças quanto aos sistemas operacionais datados de décadas atrás que utiliza em seus serviços.

    A empresa publicou recentemente uma vaga – que já foi tirada do ar – procurando um administrador que tenha conhecimentos de Windows 3.11, Windows for Workgroups e MS-DOS (um diferencial para conseguir o emprego).

    As atribuições da vaga indicam que o administrador iria supervisionar sistemas com processadores de 166 MHz e 8 MB de RAM, que são responsáveis pelos painéis dos trens da companhia. Ao que parece a empresa segue a filosofia  “se não está quebrado, não conserte” – então, porque trocar sistemas antigos que ainda funcionam, não é?

    Esses sistemas são fundamentais para as operações ferroviárias, sendo “responsáveis pela exibição da cabine do maquinista em trens regionais e de alta velocidade que mostra ao maquinista os dados técnicos mais importantes em tempo real”.

    Embora pareça preocupante utilizar sistemas tão antigos para o fornecimento de dados em tempo real, isso não é incomum. Deve-se levar em consideração que mesmo sendo uma tarefa tão importante, a execução é bem simples e não exige processos computacionais tão complexos ou inovadores.

    Lançado pela Microsoft em 1992, o Windows 3.1X foi a primeira versão do sistema operacional baseado em GUI da empresa com rede integrada e introduziu uma pilha de rede no modo protegido 386. O suporte ao sistema foi encerrado em 31 de dezembro de 2001.

    VIA: Tom’s Hardware

    Share.