Créditos: Divulgação/SpaceX

    A SpaceX, empresa aeroespacial de Elon Musk, ampliou na última terça-feira (23) sua enorme rede de satélites Starlink com o lançamento de mais 23 unidades para a órbita baixa da Terra. O foguete Falcon 9 decolou às 19h17 (horário de Brasília) do Complexo de Lançamento Espacial 40, na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida.

    O primeiro estágio do foguete Falcon 9 pousou em uma plataforma autônoma no Oceano Atlântico após se separar do segundo estágio e da carga útil. A missão inteira, do lançamento à implantação dos satélites, teve duração prevista de uma hora e cinco minutos.

    Vale destacar que o propulsor do primeiro estágio usado nesta missão já realizou outros nove voos anteriores. Cinco deles foram dedicados ao lançamento de satélites Starlink, enquanto três foram para outras missões.

    A Starlink é a primeira e maior constelação de satélites do mundo a usar uma órbita baixa para fornecer internet de banda larga. Com esse serviço, usuários de todo o mundo têm acesso à internet de alta velocidade e baixa latência, permitindo streaming ininterrupto, jogos online, videochamadas e muito mais.

    A Starlink emprega satélites de última geração e hardware avançado para seus usuários. A empresa também possui larga experiência em operações de espaçonaves e em órbita, aprimorando constantemente seus serviços.

    A empresa de internet via satélite Starlink reajustou os preços no Brasil. A companhia, que pertence ao bilionário Elon Musk, cortou pela metade o valor para compra e contratação do serviço pela primeira vez.

    Neste momento, é possível adquirir o Starlink no plano residencial por 50% de desconto. Desse modo, tudo sai por R$ 1 mil em vez de R$ 2 mil — ainda sem contar os impostos, que são calculados somente na finalização da compra.

    O valor promocional vai até o dia 30 de abril de 2024 e depende também da disponibilidade da Starlink na região. Com poucas exceções, praticamente todo o território brasileiro já está sob a cobertura da internet, que usa as constelações de satélites para fornecer o sinal.

    Fonte: Yahoo!

    Share.