Elon Musk pagamento da Tesla
    Créditos: Reprodução/X

    Elon Musk recebeu uma notícia nada agradável nesta terça-feira (30): uma juíza de Delaware invalidou o polêmico pacote de compensação bilionário de US$ 55 bilhões que ele havia firmado com a Tesla, em um desfecho favorável a um acionista que criticava o valor exagerado do acordo.

    A decisão significa que a Tesla precisará propor um novo pacote de remuneração para Musk, embora possa apelar da sentença. Isso também coloca uma grande fatia da fortuna do bilionário, majoritariamente atrelada às ações da Tesla, em um limbo.

    “Em última análise, Musk conduziu um processo autônomo, reajustando a velocidade e direção conforme lhe parecia adequado. O processo culminou em um preço injusto. E através deste litígio, o requerente pede um recall.”

    Escreveu a juíza Kathleen St. J. McCormick, do Tribunal Chancery.

    A juíza apontou a falta de justificativas da Tesla durante o julgamento sobre como se chegou ao valor do plano de compensação e afirmou que Musk possuía relações muito próximas com alguns membros do conselho de administração, impossibilitando a atuação independente plena.

    O processo que levou à aprovação do plano de compensação de Musk foi profundamente falho“, escreveu McCormick. “Musk tinha fortes vínculos com as pessoas encarregadas de negociar em nome da Tesla.

    Elon Musk confirma novo carro Tesla baratinho em 2025

    McCormick havia presidido o julgamento há mais de um ano. O acionista da Tesla, Richard Tornetta, processou a empresa e Musk sobre o mega-pacote em 2018, argumentando que ele estava “além dos limites do julgamento razoável”.

    O acionista alegou que Musk influenciou a decisão do conselho de estabelecer o plano através de seus estreitos relacionamentos pessoais com membros do conselho, incluindo seu irmão.

    A Tesla, por sua vez, defendeu que o salário era necessário para manter o foco de Musk na empresa e que acionistas como Tornetta se beneficiaram de sua liderança.

    Musk, seu advogado e um porta-voz da Tesla não responderam imediatamente a um pedido de comentário. No entanto, o bilionário rapidamente reagiu à decisão nas redes sociais.

    Nunca incorpore sua empresa no estado de Delaware“, escreveu Musk no X.

    Musk não recebe salário da Tesla e seu pacote de compensação é baseado em uma série de metas de crescimento financeiro da montadora, estabelecidas inicialmente em 2018. Especificamente, o plano envolve um bônus de 10 anos com 12 tranches de opções de ações que se tornam elegíveis quando a Tesla atinge determinados objetivos.

    De acordo com a montadora, a Tesla atingiu todos os 12 objetivos até 2023. A cada marco ultrapassado, Musk recebe ações equivalentes a 1% das ações em circulação no momento da concessão.

    Musk tinha um patrimônio líquido de cerca de US$ 204 bilhões na terça-feira, de acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg. A maior parte dessa riqueza é proveniente de sua participação na Tesla.

    O bilionário expressou recentemente seu desejo de ter mais controle sobre a Tesla. No início deste mês, Musk disse que gostaria de ter cerca de 25% do controle de votos na fabricante de carros elétricos.

    Ele chegou a dar um ultimato ao conselho da Tesla na época, afirmando que sem o aumento de controle, ele interromperia o desenvolvimento de IA na montadora. (Atualmente, ele possui cerca de 13% das ações da Tesla e tinha cerca de 22% antes de vender algumas de suas ações para financiar a compra do X em 2022.)

    Fonte: The Verge

    Share.