Elon Musk queria fundir OpenAI com a Tesla
    Créditos: Heisenberg Media/Flickr

    Elon Musk está novamente no centro de uma discussão entre duas gigantes do mundo corporativo. Em uma publicação realizada no blog oficial, a OpenAI revelou que o bilionário desejava fundir a empresa com a Tesla. O posicionamento veio após o processo aberto contra a empresa de inteligência artificial.

    A OpenAI respondeu ao processo de Musk publicando e-mails antigos, de 2015 a 2018, período em que Musk ainda estava envolvido nas operações da organização. Quando a OpenAI foi apresentada ao mundo em 2015, anunciou que tinha um financiamento de US$ 1 bilhão.

    Entretanto, esse valor teria sido uma sugestão do próprio Elon Musk mesmo que a OpenAI tivesse arrecadado menos de US$ 35 milhões dele, além de US$ 90 milhões vindo de outros doadores para o início do projeto.

    “Precisamos ir com um número muito maior do que 100 milhões de dólares para não parecermos desesperados… Acho que devemos dizer que estamos começando com um compromisso de financiamento de 1 bilhão de dólares… Eu cobrirei o que mais ninguém fornecer”, escreveu ele, segundo a empresa.

    Foto: Jonathan Kemper/Unsplash

    Em 2017, os líderes da OpenAI perceberam que realmente precisavam de muito mais dinheiro porque a inteligência artificial exigia grandes quantidades de poder de computação. Foi quando começaram a discutir sua transição para uma estrutura com fins lucrativos.

    A OpenAI afirmou que Musk estava envolvido no planejamento e inicialmente queria a maioria das ações, controle do conselho de administração inicial e a posição de CEO. No entanto, a organização sentiu que era contra sua missão dar a uma pessoa o controle absoluto sobre ela.

    Enquanto as conversas estavam em andamento para saber qual seria a posição de Musk na empresa, ele teria retido parte do financiamento. Musk então encaminhou um e-mail para a OpenAI em 2018, sugerindo anexar a organização à Tesla para que a montadora pudesse fornecer seu financiamento.

    Ele explicou em sua carta que acreditava ser “o único caminho que poderia esperar competir com o Google”. A OpenAI não especificou como as discussões progrediram depois disso, mas a ideia de Musk não teve continuidade, e ele logo deixou a empresa.

    No último e-mail de Musk que a organização postou, ele disse que sua “avaliação de probabilidade de a OpenAI ser relevante para a DeepMind/Google sem uma mudança dramática na execução e recursos é de 0%”.

    Fonte: Engadget

    Share.