BMW terá robôs humanóides trabalhando em suas fábricas
    Créditos: Divulgação/FugureAI

    A BMW firmou um acordo inédito para introduzir robôs humanoides em uma das suas fábricas. Projetados pela empresa FigureAI, eles serão “contratados” para ajudar a fabricante de automóveis de luxo em diversas áreas de operação e processo de fabricação.

    Conhecidos como Figure 01, esses robôs bipedais possuem 1,68 metros de altura e pesam 59 quilos. Dando ainda mais aparência de humano, eles possuem mãos com cinco dedos que o tornam capazes de realizar construções físicas mais complexas. Vídeos recentes exibiram o robô preparando café.

    Apesar do entusiasmo em torno dessa tecnologia, ainda não está totalmente claro quais serão as funções específicas dos robôs na fábrica da BMW. A empresa mencionou que eles serão aplicados em tarefas difíceis, inseguras ou tediosas, mas os detalhes exatos permanecem vagos.

    A primeira fase do acordo entre a BMW e a FigureAI envolve a identificação de casos de uso iniciais para a aplicação dos robôs na produção automotiva. Esse passo é crucial para determinar como os Figure 01 podem ser integrados de maneira eficaz nas operações da fábrica.

    Brett Adcock, CEO da Figure, ressalta o potencial inexplorado dos robôs de propósito geral. Segundo ele, esses robôs podem aumentar a produtividade, reduzir custos e criar um ambiente de trabalho mais seguro e consistente.

    Foto: Divulgação/FigureAI

    “A robótica de uso único satura o mercado comercial há décadas, mas o potencial da robótica de uso geral está completamente inexplorado. Os robôs da Figure permitirão que as empresas aumentem a produtividade, reduzam custos e criem um ambiente mais seguro e consistente”, disse.

    Adcock aproveitou para enfatizar que a FigureAI não tem como objetivo substituir o trabalho dos humanos, mas aprimorar o processo de produção. Contudo, não deixou claro as limitações dos robôs e os tipos de tarefas que uma pessoa é capaz de fazer, enquanto o robô não.

    O anúncio da BMW vem alguns dias depois de Elon Musk compartilhar um vídeo do Optimus 1 dobrando uma camiseta. Na ocasião, o bilionário afirmou que ele ainda não era capaz de reproduzir tarefas totalmente autônomas.

    Fonte: Gizmodo

    Share.