The New York Times processa OpenAI e Microsoft
    Créditos: OpenAI/Reprodução

    O The New York Times está disposto a entrar em uma extensa batalha judicial contra a OpenAI e Microsoft. De acordo com o portal, ambas as empresas utilizaram sem permissão milhares de artigos para treinar chatbots. Essa é o primeiro grande processo entre uma tradicional empresa de jornalismo, contra modelos de IA como o ChatGPT.

    O The New York Times aponta que o ChatGPT foi treinado pela OpenAI com material do portal, quebrando os direitos autorais da plataforma. O processo judicial foi protocolado na Corte Federal de Manhattan, nos Estados Unidos. O veículo jornalístico dos Estados Unidos não tem medo de se envolver em polêmicas, se o objetivo é defender seus direitos.

    O processo aponta para a utilização indevida de mais de 66 milhões de arquivos, desde notícias, artigos e materiais informativos. Segundo os advogados do portal, as empresas se aproveitarem “quase um século de conteúdo protegido por direitos autorais“.

    Por enquanto, não há informações sobre o valor monetário que o portal de jornalismo pede em compensação. Além disso, o The New York Times destaca a necessidade de responsabilizar a OpenAI e Microsoft “pelos bilhões de dólares em danos legais“.

    O The New York Times alega que a OpenAI e Microsoft lucram com base em conteúdo não produzido por eles. Em comunicado à imprensa, o porta-voz da OpenAI afirma respeitar os direitos dos criadores. “Nós respeitamos os direitos dos criadores e estamos comprometidos em trabalhar com eles e garantir que eles se beneficiem da tecnologia de IA e novos modelos de receita“.

    Do mesmo modo, a OpenAI afirma ter estabelecido contato com os advogados do portal, buscando resolver o problema de forma amigável. Segundo eles, ainda há esperanças para uma resolução amistosa e “mutualmente benéfica“.

    Por outro lado, o portal de jornalismo não parece interessado em conversar com OpenAI e Microsoft. Ao protocolar a ação judicial, o The New York Times vai levar ambas empresas perante a justiça americana, em um processo bilionário que deve movimentar a indústria de inteligência artificial.

    Fonte: Engadget

    Share.