Os “memes” vêm escalando de forma cada vez mais grandiosa desde o começo da internet, e praticamente ditaram as regras de comunicação e interação social nas redes sociais. Porém, mais do que meras formas de nos fazer rir, eles possuem uma origem grega e até servem para discernir diferentes “períodos da rede”. Se não acredita em mim, continue lendo esse artigo para entender melhor o conceito de meme.

    Fonte: dicio.com.br

    A origem do “Meme”

    A origem do meme é bem interessante. O termo “meme” foi originalmente usado pelo biológo evolucionista Richard Dawkins, em 1976 no seu livro The Selfish Gene. Para Dawkins, um meme seria uma “unidade de transmissão cultural”, o equivalente cultural de um gene. O conceito da palavra surgiu do grego mimeme, que é imitação.

    Os memes influenciam a cultura de várias formas. Eles são uma forma de transmissão cultural, que expressam ideias, sentimentos, humor e críticas através de imagens, vídeos, frases e músicas que se espalham rapidamente pela internet. Os memes podem criar vínculos entre as pessoas, estabelecer uma percepção de comunidade, reforçar identidades e valores, e também questionar ou contestar aspectos sociais, políticos e culturais.

    Eles são também uma forma de criatividade coletiva, que permite às pessoas remixar, modificar e reinterpretar conteúdos existentes, dando-lhes novos significados e contextos. Os memes podem ser vistos como uma forma de arte popular, que reflete as tendências, os interesses e as preocupações da sociedade.

    Os memes são ainda uma forma de participação cívica, que possibilita às pessoas se engajarem em debates, manifestações e mobilizações sobre temas relevantes para a esfera pública. Os memes podem ser usados como ferramentas de informação, persuasão, protesto ou resistência, que expressam opiniões, críticas ou demandas de forma criativa e irônica.

    Portanto, não fique pensando por aí que os memes não são mais do que simples piadas na internet. Ao longo dos anos, eles se tornaram uma forma de comunicação que influencia e é influenciada pela cultura na sociedade informacional. Ou seja, de informação.

    Quando uma imagem pode ser considerada meme?

    Para ser considerada um meme, uma imagem precisa ter algumas características, como:

    • Ser engraçada ou irônica, provocando uma reação ou identificação no público;
    • Ser adaptável ou modificável para diferentes contextos ou situações;
    • Ser viralizada ou compartilhada por muitas pessoas na internet, principalmente nas redes sociais ou fóruns;
    • Ser reconhecível ou ter algum elemento que a diferencie das demais imagens.

    Como um vídeo pode ser considerado meme?

    Um meme de vídeo é um tipo de informação que viraliza na internet, sendo copiada ou imitada por várias pessoas. Geralmente esses memes têm um conteúdo engraçado, irônico ou satírico, e que acabam se espalhando na internet por meio das redes sociais ou fóruns. Um exemplo de meme de vídeo muito popular no Brasil é o “Para nossa alegria”, que mostra dois irmãos cantando uma música gospel de forma desafinada e divertida.

    Esse vídeo foi adaptado e parodiado por muitas pessoas, gerando várias versões diferentes. Um meme de vídeo pode ser considerado um meme quando ele segue um padrão, que pode ser modificado de acordo com o contexto. Por exemplo, o meme “Turn down for what” usa um trecho da música homônima para mostrar situações absurdas ou engraçadas.

    Quando é aceitável usar um meme?

    Existem várias ocasiões aceitáveis de se usar um meme. Quando ele está viralizando entre pessoas na internet, é um bom exemplo.

    Quando internautas sentirem a necessidade de dizer como estão se sentindo (uma função que existe de fato no Facebook, mas hoje quase não é usada) eles podem usar uma imagem que faça uma careta, um gif ou até mesmo um vídeo curto e ele passará a mensagem para aqueles que rodeiam a sua timeline (linha do tempo) ou o seu perfil.

    Mas é claro que, como tudo aquilo criado pelo homem, existem memes que podem usados para o bem (fazer rir) e outros que podem ser usados para fazer o mal – que, nesse caso é, caçoar de uma situação séria ou ser insensível com o coleguinha na rede ao lado.

    Por essa razão, nós do Pixel Nerd recomendamos que, assim como os poderes de super-heróis que tanto falamos sobre aqui nesse site, você use com responsabilidade todas as coisas que um meme pode proporcionar, e não esquecer de agir sempre de forma respeitosa com o próximo.

    Share.