Alaska Airlines ASA 1282 iPhone queda
    Créditos: Reprodução/Metsul

    Uma cena assustadora, mas com final feliz, aconteceu no último sábado em um voo da Alaska Airlines. Uma janela e parte da fuselagem do avião foram ejetadas em pleno ar, forçando um pouso de emergência. Apesar do susto, não houve feridos. Mas, em meio à história incrível, um iPhone que estava a bordo do avião chamou atenção ao ser encontrado intacto em uma estrada perto de Beaverton, Oregon, a mais de 4.800 metros do local do incidente.

    Seanathan Bates, que mora na região, contou que encontrou o iPhone ainda no modo avião, com bateria pela metade e aberto na tela de confirmação de bagagem do voo. O celular, que estava protegido por uma case e película, aparentemente resistiu à queda de 4876 metros sem nenhum arranhão.

    Veja: iPhone 16 Pro e Pro Max: designs vazam quase nove meses antes do lançamento

    O mais curioso é que, apesar da case e da película estarem intactas, o único dano encontrado foi… um plug de carregador partido preso dentro do aparelho. Mas, mesmo assim, tudo parecia funcionar perfeitamente.

    Outro usuário da rede social X ainda compartilhou uma imagem que mostra o local exato onde a pane ocorreu e onde o iPhone foi encontrado posteriormente.

    Bates afirma que entrou em contato com o National Transportation Safety Board (NTSB), órgão responsável pela segurança do transporte nos Estados Unidos, e confirmou que outro celular funcional do avião também foi encontrado – embora a marca do aparelho não tenha sido divulgada.

    Veja: Primeiro leilão da Receita Federal de 2024 tem iPhone 14 Pro Max por R$ 2 mil

    A imagem do iPhone encontrado sugere que o modelo seja um iPhone 14 Pro ou um dos novos modelos da linha iPhone 15. Embora a Apple afirme que a tecnologia Ceramic Shield oferece a tela mais resistente já utilizada em um smartphone, é provável que a empresa nunca tenha testado quedas de 5 mil metros.

    Além disso, o fato de o telefone ter possivelmente caído em um gramado pode ter contribuído para o pouso suave.

    No momento, o NTSB e a Federal Aviation Administration (FAA) estão investigando o acidente. Após a pane, o governo determinou a inspeção de todos os Boeing 737 Max 9 em operação no país e aguarda uma investigação mais detalhada da Alaska Airlines.

    A história do iPhone intacto após a queda é, sem dúvida, um caso raro e impressionante. Mas, além do fator sorte, ela também levanta questões sobre a segurança dos voos e a resistência dos aparelhos eletrônicos que levamos conosco.

    Fonte: X

    Share.