Netflix sem suporte ao Apple Vision Pro
    Créditos: Netflix/Reprodução

    O CEO da Netflix, Greg Peters, explicou durante entrevista qual o motivou levou a plataforma de streaming a não receber app para o Apple Vision Pro. De acordo com ele, a decisão girou em torno sobre a garantia de retorno e a companhia não sabe se o headset vai oferecer lucro ao app.

    O comentário exato do CEO da Netflix foi o seguinte: “Temos que ter cuidado e nos certificar de não investir em lugares que não dão retorno. Eu diria que vamos ver onde as coisas vão com o Vision Pro“. Ou seja, a Netflix não tem certeza se um app da plataforma no Vision Pro será financeiramente vantajoso.

    Griselda: veja tudo sobre a nova minissérie do streaming

    Netflix Brasil se posiciona sobre o sumiço do Dolby VisionNetflix Brasil se posiciona sobre o sumiço do Dolby Vision
    Netflix/Reprodução

    O Apple Vision Pro chega no dia 2 de fevereiro e cambistas vendem o headset por R$ 49 mil no eBay. Mesmo a Netflix não oferecendo streaming no Apple Vision Pro, O Disney+ no headset.

    Por enquanto, a estratégia de Greg Peters é acompanhar o desempenho do headset da Apple, antes de investir na integração do Netflix no VR. “Nós trabalhamos juntos por um longo tempo, sempre tivemos discussões ativos sobre como poderíamos nos ajudar. As vezes encontramos um espaço de sobreposição e nos movemos rápido. As vezes demora um pouco mais”.

    Temos que ter cuidado e nos certificar de não investir em lugares que não dão retorno.

    Greg Peters, CEO Netflix

    Netflix sem Apple Vision ProNetflix sem Apple Vision Pro
    CRÉDITOS: Apple

    Como a Netflix não sabe se o Apple Vision Pro será um sucesso, eles decidiram não investir na integração da plataforma. Porém, isso deixa claro que a companhia de streaming está de olho no desempenho da Apple.

    Caso o Vision Pro dê certo, não deve demorar muito até vermos a Netflix chegando no headset de realidade virtual. A estratégia é conservadora, mas ao mesmo tempo inteligente. Afinal, investir na integração custa dinheiro e pode acabar não tendo retorno.

    Se por outro lado, o Vision Pro explodir em popularidade rapidamente, a Netflix vai precisar correr ou corre o risco de ficar para trás. Com o preço elevado de US$ 3.999, vai ser difícil ver o headset de realidade virtual ganhando público rapidamente, por isso a plataforma de streaming conseguirá se planejar.

    Fonte: PhoneArena

    Share.